publicidade

Após acordar de coma, homem diz ser gay e pede divórcio à mulher grávida

Parece roteiro de filme, mas não é. Após acordar do coma, um homem disse que era gay e, por isso, queria pedir o divórcio da esposa, que estava grávida. O caso foi relatado pelo próprio casal no programa Caso Cerrado, na Telemundo. As informações são do BNews.

Segundo a norte-americana Gloria, marido do homem, Jairo ficou em coma por 15 dias. Ao acordar, pediu o fim do casamento porque disse que “sempre foi gay”. “Minha memória está zerada, eu não sei quem ela é. Vêm uns flashes, mas logo eles desaparecem da minha mente. Não me lembro de absolutamente nada. Não me lembro quando assinei a certidão de casamento”, relatou.

Durante o programa, a apresentadora Ana María Polo questionou o rapaz sobre sua relação com Gloria, ao que ele afirmou não se lembrar de ter tido qualquer relação íntima com ela. Ele explicou que tem um namorado e que não tem interesse em se relacionar com mulheres, pois se identifica como gay desde o nascimento. Ele expressou seu desejo de viver sua vida livremente, mas afirmou que Gloria não o deixava em paz.

Apesar das fotos do casal e da certidão de casamento apresentadas como prova do relacionamento, Jairo, o rapaz, não acreditou na veracidade das informações. Por isso, Gloria acusa o marido de estar mentindo, destacando que eles mantinham um relacionamento estável e estavam tentando ter filhos.

Durante o programa, o médico Moisés Irrizary comentou sobre o caso. Ele explicou que a pressão sanguínea aumenta durante a evacuação, e em pessoas com predisposição, isso pode levar a pequenos derrames. No entanto, ele esclareceu que as mudanças de comportamento descritas pelo rapaz não são consistentes com esse tipo de evento.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade