publicidade

Bahia reduz tempo de abertura de empresas e registra novo recorde

Foto: Carol Garcia/GOVBA

Nesta terça-feira (1º), a Receita Federal do Brasil divulgou através do portal https://estatistica.redesim.gov.br/tempos-abertura o ranking do Tempo Médio de Abertura de Empresas, com a Bahia registrando o tempo médio de nove horas para se formalizar um negócio, o menor já registrado pelo Estado desde o início da medição, em 2019.


O ranking avalia o tempo médio que os órgãos públicos levam para registrar uma empresa, desde as consultas da viabilidade do endereço de instalação do estabelecimento até a emissão do CNPJ. Das nove horas contabilizadas, pouco mais de oito horas é o tempo necessário para as Prefeituras analisarem se a empresa pode funcionar no endereço desejado, e uma hora, aproximadamente, é o tempo que a Junta Comercial da Bahia (Juceb) leva para realizar o registro do contrato social e emitir o CNPJ através de integração com a Receita Federal.


Em abril de 2022, a Bahia ocupava o último lugar no ranking da Receita Federal. Em fevereiro de 2023, após uma série de ações adotadas pela Juceb junto às Prefeituras Municipais, e também nos seus processos internos, a Bahia havia alcançado o seu melhor resultado até então, com um tempo médio de 12 horas, ocupando pela primeira vez a segunda colocação no ranking.


Agora, após intensificar ainda mais o relacionamento com as Prefeituras Municipais do interior, a Bahia volta a ocupar o posto de segundo Estado mais rápido do país, porém, registrando uma nova marca histórica para a classe empresarial baiana, ficando atrás apenas de Sergipe.


Este resultado é fruto do trabalho que o Governo do Estado, através da Juceb, vem realizando para melhorar o ambiente de negócios, simplificando e desburocratizando a formalização de empresas, sempre com o foco de tornar a Bahia mais atrativa para o empreendedorismo, principal gerador de emprego e renda para os baianos.


Fonte: Ascom/Juceb

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade