publicidade

Brasileira ganha prêmio internacional por trabalho com natação infantil

A brasileira Sandra Rossi Madormo venceu o prêmio internacional Virginia Hunt Newman, que reconhece profissionais com contribuições notáveis aos esportes aquáticos. Fundadora do Inati (Instituto de Natação Infantil), Sandra alerta para a importância da conscientização sobre a segurança aquática, visando reduzir os índices de incidentes.

O Brasil lidera a América Latina em afogamentos. Segundo dados do DataSUS do Ministério da Saúde e um relatório da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), os afogamentos causaram 5.488 mortes no país em 2022.

“Os números ainda estão em um patamar muito elevado, o que reforça a necessidade de intensificação do trabalho e de que ele seja mais universal, abrangendo crianças, adolescentes e adultos de todas as classes sociais. A premiação pode ser uma forma de chamar atenção para este tema tão importante, mas que ainda não é percebido como tal pela população em geral”, afirmou Sandra.

Sandra é a segunda brasileira a vencer este prêmio, sendo o primeiro José Maria Fontanelli, em 2008. “Ele foi meu técnico, e aos 15 anos, me convidou para ser sua assistente nas aulas, o que determinou a minha vida a partir daquele momento. Hoje, ele não está mais entre nós, mas tenho certeza que ficaria muito feliz de ver sua pupila receber a mesma premiação”, comemorou.

Foi nesse nicho que Sandra encontrou seu propósito de vida, razão pela qual criou o Congresso Brasileiro de Natação Infantil – maior evento anual para reunir professores de natação infantil – e o Inati, entre outras iniciativas que lhe renderam a vitória no 19º Virginia Hunt Newman.

O prêmio foi criado há 19 anos pela WABC (World Aquatic Babies and Children Network) e é realizado pelo ISHOF (International Swimming Hall of Fame), com o objetivo de dar continuidade à filosofia de ensinar os bebês a nadar.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade