publicidade

Caso Marielle: acusados de serem mandantes já estão presos em Brasília

O deputado federal Chiquinho Brazão (União-RJ), seu irmão, Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio, e o ex-chefe da Polícia Civil do Rio, Rivaldo Barbosa, encontram-se detidos no Presídio Federal do Distrito Federal. Os três são suspeitos de envolvimento no assassinato de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Após serem capturados pela Polícia Federal no Rio de Janeiro, na manhã deste domingo (24/3), foram transferidos para Brasília. Por volta das 15h52, chegaram à capital federal. Do aeroporto, seguiram para o Instituto Médico Legal (IML) para exames de corpo de delito e, em seguida, foram encaminhados ao Presídio Federal do DF.

A vereadora Marielle Franco (PSol) foi assassinada em 2018. A prisão dos suspeitos de serem os mandantes do crime ocorre 10 dias após o sexto aniversário da tragédia.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade