publicidade

Cervejarias doam cilindros de oxigênio para evitar colapso em hospital

Município de Clevelândia (PR) sofre com a falta de cilindros para envase

A cidade de Clevelândia (PR), com 17,2 mil habitantes evitou um colapso na saúde no último fim de semana, graças à mobilização de cervejarias paranaenses que conseguiram doar 20 cilindros de oxigênio. Após saber da grave situação do município, o empresário Pedro Reis, 32 anos, proprietário da cervjaria Insana, na cidade vizinha de Palmas, se mobilizou em uma campanha para ajudar o Hospital Associação Pró-Saúde.

Três cilindros são de fabricantes de cerveja da região – além da Insana, também doaram as marcas Formosa e Schaf, ambas da cidade de Francisco Beltrão. Os outros 17 cilindros cedidos foram doações de moradores da região.

De acordo com o chefe de gabinete da prefeitura, Rafael Barbosa, o problema principal não é a produção de oxigênio, mas a falta de cilindros para envasar o gás. Com a doação, Clevelândia passou a ter 60 cilindros.

Para evitar o colapso, a prefeitura fechou um acordo com o município vizinho de Mariópolis para instalar uma usina na Secretaria Municipal da Saúde para a produção própria do gás. O custo do investimento é de R$ 327 mil. A usina começa a operar já no próximo dia 24, durante 24h por dia.

Fonte: Bahia.Ba

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade