https://www.instagram.com/sufotur?igsh=MXA2dzZvOTIydXp0dA==
https://www.instagram.com/sufotur?igsh=MXA2dzZvOTIydXp0dA==

publicidade

https://www.instagram.com/sufotur?igsh=MXA2dzZvOTIydXp0dA==

Em teste para saber se é psicopata, jovem mata a amiga a facadas em Goiânia

Três jovens foram presos suspeitos de matar Ariane Bárbara Laureano de Oliveira, 18 anos, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil de Goiás, Ariane era amiga do grupo e o crime foi cometido porque uma das suspeitas queria saber se era psicopata.

Ariane desapareceu em 24 de agosto. O corpo foi achado sem vida sete dias depois, no Setor Jaó, em Goiânia. Foram presos suspeitos de esfaquear e esconder o corpo da vítima Jeferson Cavalcante Rodrigues, de 22 anos, Raíssa Nunes Borges, de 19, e Enzo Jacomini Carneiro Matos, conhecido como Freya, de 18.

O delegado responsável pelo caso, Marcos de Oliveira Gomes, disse que a jovem foi morta porque Raíssa Borges queria saber se era psicopata. Ainda segundo o delegado, a jovem foi escolhida por ser pequena, com poucas chances de reação.

Enzo Jacomini, Jeferson Rodrigues e Raíssa Borges foram presos. Foto:PCGO/Divulgação (foto: PCGO/Divulgação)

“Eles não escolheram a Ariane por um motivo específico. Poderia ser ela ou outros dois nomes que saíram numa lista. Ela foi escolhida porque era pequena e, caso reagisse no momento do homicídio, eles conseguiriam realizar o crime”, apontou o delegado.

Crime planejado

O crime foi elaborado, com direito a lista e música na hora do assassinato. Ariane foi convidada para lanchar pelos jovens e, no carro, foi enforcada por um dos suspeitos que estava no banco de trás enquanto uma música sobre homicídio tocava ao fundo.

Uma das suspeitas deu uma facada em Ariane com o carro em movimento, segundo a apuração policial. Outra facada foi desferida em seguida por um dos outros jovens.

Fonte: Sul Bahia1

publicidade

https://www.instagram.com/sufotur?igsh=MXA2dzZvOTIydXp0dA==

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade