publicidade

Fazenda eleva projeção de PIB de 2024 para 2,5%; expectativa para inflação também sobe, para 3,7%

O Ministério da Fazenda aumentou a projeção de alta do Produto Interno Bruto (PIB) em 2024 de 2,2% para 2,5%. Com a revisão, o governo está mais otimista que o mercado, cuja mediana das expectativas dos analistas ouvidos pelo Banco Central (BC) aponta para um crescimento de 2,09% no ano. Os dados foram apresentados pela Secretaria de Política Econômica (SPE) no Boletim Macrofiscal, divulgado nesta quinta-feira, 16.

A estimativa da Fazenda, no entanto, não considera os impactos da calamidade no Rio Grande do Sul na atividade econômica. Segundo o documento, a magnitude do impacto depende da ocorrência de novos eventos climáticos, da extensão desses impactos para estados próximos e do efeito de programas de auxílio fiscal e de crédito nas cidades afetadas pelas chuvas.

“O PIB do Rio Grande do Sul, com peso aproximado de 6,5% no PIB brasileiro, deverá registrar perdas principalmente no segundo trimestre, parcialmente compensadas ao longo dos trimestres posteriores. Atividades ligadas à agropecuária e indústria de transformação deverão ser as mais afetadas a nível nacional, por serem mais representativas no PIB do estado que no PIB brasileiro”, informou o Boletim Macrofiscal.

Para os anos seguintes, as projeções para o crescimento da economia não foram alteradas. Para 2025, houve manutenção, em 2,8%. Para 2026, a estimativa ficou 2,5%, para 2027, a expectativa continua em 2,6%. E para 2028, a estimativa ficou em 2,5%.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade