publicidade

Governadores pedem que auxílio emergencial seja de R$ 600

Segundo os chefes dos executivos, a redução é "inadequada para a eficácia da proteção da população”

Governadores de 16 estados enviaram uma carta para os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para que o valor da nova rodada do auxílio emergencial seja de R$ 600, quantia paga no início do programa. As informações são da coluna Radar, da Veja.

Segundo a publicação, os chefes dos executivos nos estados os valores a serem pagos na nova leva –  que vão de 150 a 350 reais – é “inadequada para a eficácia da proteção da população”.

“Agir contra esse cenário requer medidas sanitárias e garantia de uma renda emergencial. Somente com essas medidas seremos capazes de evitar o avanço da morte. Enquanto a vacinação não acontecer em massa, precisamos garantir renda para a população mais vulnerável”, diz um trecho da carta.

Fonte: Bahia.Ba

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade