publicidade

Hospital Metropolitano será a quarta Parceria Público-Privada na área da saúde na Bahia

Secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas explica projeto apresentado nesta segunda-feira (26) para Bolsa de Valores

Apresentada nesta segunda-feira (26) para a Bolsa de Valores em São Paulo, a Parceria Público-Privada (PPP) que administrará o Hospital Metropolitano será a quarta na área da saúde na Bahia, segundo informou o secretário da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, que explicou nas redes sociais como vai funcionar o projeto apresentado e quais experiências as empresas interessadas devem possuir.

Segundo Vilas-Boas, a PPP para a unidade hospitalar na região de Lauro de Freitas será a maior unidade de atendimento do Brasil nesta modalidade. A unidade, com cerca de 28 mil metros quadrados de área construída, iniciará a operação inicialmente com 260 leitos, que serão ampliados para 330, sendo 75 de UTI, pelo parceiro privado.

“Já possuímos experiências exitosas na Bahia, como é o caso do Hospital do Subúrbio, localizado na capital baiana, que registra alto índice de satisfação de seus pacientes e acompanhantes, onde 98,76% dos usuários se declararam satisfeitos com o atendimento”, escreveu o secretário em seu perfil no Twitter, enfatizando que para gerir o Hospital Metropolitano, os interessados devem ter experiência na gestão de hospitais de alta complexidade, com no mínimo 300 leitos de enfermaria e 30 leitos de UTI, possuindo serviço de urgência/emergência.

Ainda segundo Fábio, para habilitação técnica-assistencial, a instituição interessada deve ter, no mínimo, Certificação Plena de Qualidade (ONA Nível 2) ou certificações concedidas pela Canadian Council for Health Services Accreditation (CCHSA) ou pela The Joint Commission.

“Cada vez mais, nossa intenção é levar saúde pública e de qualidade para todos os baianos”, finalizou.

Fonte: Bahia.Ba

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade