publicidade

Inteligência Artificial: saiba quais profissionais correm risco de perder o emprego

Motorista de aplicativo é uma das profissões ameaçadas pelo avanço da inteligência artificial

Nos últimos anos, a inteligência artificial (IA) tem conquistado avanços significativos e despertado discussões acaloradas sobre o futuro do trabalho. Enquanto essa tecnologia promete trazer eficiência e automação para diversos setores, também há preocupações sobre o impacto negativo que ela pode ter no mercado de trabalho. Neste artigo, examino algumas das profissões que estão mais suscetíveis a serem substituídas pela IA.

Motoristas e entregadores: Com o desenvolvimento de veículos autônomos e sistemas de entrega automatizados, a profissão de motorista e entregador enfrenta sérios riscos de substituição. Empresas como Uber, Lyft e Amazon já estão investindo em tecnologias autônomas para reduzir custos e aumentar a eficiência. Embora a adoção em massa ainda esteja em progresso, é provável que, no futuro próximo, essa profissão sofra grandes mudanças.

Operadores de caixa e atendentes: Os avanços na tecnologia de pagamento e na automação de atendimento ao cliente podem ameaçar as profissões de operadores de caixa e atendentes. Com a popularização de caixas de autoatendimento em supermercados e aplicativos de atendimento ao cliente baseados em chatbots, muitas empresas estão reduzindo a necessidade de funcionários nessas funções.

Analistas financeiros: A inteligência artificial tem se mostrado capaz de realizar análises financeiras complexas em uma fração do tempo que um analista humano levaria. Algoritmos de IA podem identificar tendências de mercado, fazer previsões e tomar decisões de investimento com base em grandes volumes de dados. Embora a expertise humana ainda seja valorizada nessa área, é possível que a IA assuma tarefas mais rotineiras, como análises de dados.

Operadores de telemarketing: Os chatbots e assistentes virtuais estão se tornando cada vez mais sofisticados e capazes de realizar tarefas de atendimento ao cliente. Isso inclui a realização de chamadas telefônicas para agendamento, suporte técnico básico e até mesmo vendas. À medida que a tecnologia avança, é provável que a demanda por operadores de telemarketing diminua consideravelmente.

Trabalhadores de linha de produção: Os avanços em robótica e automação têm permitido que máquinas realizem tarefas repetitivas e fisicamente exigentes. Isso coloca em risco profissões relacionadas à linha de produção, como operadores de máquinas industriais e montadores. À medida que a tecnologia avança, as empresas têm maior probabilidade de adotar sistemas automatizados para aumentar a produtividade e reduzir custos.

Fonte: Istoé

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade