publicidade

Mais 25 bombeiros baianos viajam para ajudar nos trabalhos de resgate do Rio Grande do Sul

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMB) enviou, nesta quarta-feira (15), uma nova tropa com 25 bombeiros para auxiliar nos resgates das enchentes no Rio Grande do Sul. A saída ocorreu no quartel do 3º Batalhão de Bombeiros Militar (3º BBM), na região do Iguatemi, em Salvador. Parte da equipe embarca de avião e a outra viaja de caminhonete para facilitar o deslocamento nas áreas afetadas. O efetivo de 23 bombeiros que já está atuando no estado gaúcho retornará gradualmente até sexta-feira (17), devido à dificuldade de disponibilidade de voos.

“A preocupação é não interromper esse apoio. Enquanto a população do Rio Grande do Sul necessitar do apoio do Estado da Bahia, nós vamos apoiar, e o Corpo de Bombeiros se sente orgulhoso em ser um dos representantes. Além dos 25 bombeiros, também estamos enviando dois médicos da Secretaria de Saúde (Sesab) para atender essa nova demanda”, destacou o comandante-geral do CBMB, coronel Adson Marquezini.

Além do efetivo de profissionais, o CBMB enviará donativos recolhidos nas unidades de Salvador para o povo gaúcho. Em parceria com os Correios, serão enviados 42 mil litros de água, duas toneladas de alimentos, mil litros de material de limpeza, nove mil unidades de material de higiene pessoal e aproximadamente 500 quilos de ração animal. “À medida que os materiais chegam, enviamos através dos Correios para o Rio Grande do Sul. Também contamos com outras pessoas oferecendo carretas, caminhões, motoristas, empresas para levar esse material. Pedimos que a população continue ajudando”, completou o comandante-geral.

O comandante da missão, coronel Aloísio Fernandes, explicou que os bombeiros enviados estão equipados e preparados com informações prévias sobre a situação atual das enchentes, repassadas pela equipe que já está no Rio Grande do Sul. “Selecionamos bombeiros preparados e equipados para enfrentar a situação. Estamos prontos para atuar em qualquer tipo de missão, seja em buscas, que ainda são reais, ou em missões humanitárias”, garantiu.

Integrante do novo grupo, o sargento Luiz Cláudio traz a experiência de ter participado do resgate das vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, em 2019. “O cenário é similar, mas agora com uma proporção maior, pois estamos lidando com pessoas vivas desaparecidas e com pessoas resistentes a deixar suas residências. A experiência é crucial, especialmente para o psicológico. É desafiador, mas com nossa experiência, tentamos manter a calma para desempenhar um bom papel e ajudar o máximo possível”, afirmou o bombeiro.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade