publicidade

Saiba quais instituições federais de ensino entram em greve nesta 2ª

Professores de universidades e institutos federais em todo o Brasil iniciaram uma greve nesta segunda-feira (15 de abril de 2024), buscando um reajuste salarial e maiores investimentos públicos nas instituições federais de ensino. A paralisação não tem prazo determinado. Esta greve se une ao movimento iniciado pelos servidores técnico-administrativo em educação em 11 de março.

Os professores estão demandando um reajuste de 22,71%, que seria dividido em três parcelas iguais de 7,06% nos anos de 2024, 2025 e 2026.

A ministra do MGI (Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos) afirmou na 5ª feira (11.abr) que espera apresentar uma contraproposta de reajuste salarial para professores e técnicos administrativos das universidades federais em até duas semanas. Segundo o Andes-SN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), os serviços essenciais serão mantidos durante a greve. A categoria iniciou a formação de um comando local de greve, que será composto pela diretoria da seção sindical, pelo conselho de representantes e pela comissão de mobilização da campanha salarial.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade