publicidade

Valença: Obras inacabadas no Bairro da Bolívia causam insatisfação há mais de 10 anos

No Bairro da Bolívia, localizado na cidade de Valença, moradores enfrentam uma situação preocupante: obras que se encontram inacabadas há mais de 10 anos. Dentre as construções que estão paralisadas, destacam-se a Quadra da Escola Eraldo Tinoco, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), uma creche e a obra realizada pela empresa Andrade Galvão. Todas essas obras estão sob a responsabilidade da Prefeitura de Valença e foram financiadas com recursos federais.

A população local está indignada com o descaso e os prejuízos causados pela falta de conclusão das obras. A Quadra da Escola Eraldo Tinoco, por exemplo, foi iniciada há mais de uma década e deveria ser um espaço de lazer e prática esportiva para os estudantes. No entanto, hoje, encontra-se abandonada e se tornou um ambiente propício para a proliferação de mosquitos e o acúmulo de lixo.

Outra obra que causa grande frustração, é a da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que deveria fornecer atendimento médico de emergência à comunidade local. Infelizmente, a estrutura encontra-se inacabada e a população é obrigada a se deslocar para bairros vizinhos em busca de assistência médica adequada.

Uma creche municipal, próxima ao Loteamento Bahia, que também faz parte das obras inacabadas no Bairro da Bolívia, foi projetada para suprir a demanda por vagas na educação infantil na região. No entanto, as crianças continuam sem acesso a uma educação de qualidade por meio desse equipamento, devido à paralisação da construção.

A obra realizada pela empresa Andrade Galvão também é alvo de críticas e insatisfação. A construção, que deveria trazer melhorias para a infraestrutura local, permanece interrompida há anos, prejudicando a mobilidade dos moradores e impactando negativamente no desenvolvimento do bairro.

A responsabilidade por essas obras inacabadas é da Prefeitura de Valença, que recebeu recursos federais para sua realização. A falta de conclusão dos projetos demonstra uma falha na gestão e na aplicação dos recursos destinados ao desenvolvimento da região. Diante dessa situação, é de suma importância que a Prefeitura de Valença tome medidas efetivas para retomar e concluir as obras, de modo a garantir os direitos básicos da população e o bem-estar da comunidade. É necessário que sejam estabelecidos prazos claros para a conclusão das obras e que haja transparência na prestação de contas dos recursos utilizados.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade