publicidade

Vídeo: O desastre do arraiá de Jairo Baptista

Opinião

A prefeitura de Valença lançou o mega e milionário São João em abril de 2023, pouco tempo para organizar um evento deste porte, o que ocasionou na contratação atrasada das bandeirolas, no montante de quase 500 mil reais, foram montadas por funcionários sem proteção adequada na semana do São João.

YouTube player

Anarriê vem da palavra francesa en arrière, que significa de volta. Na dança junina, é pra indicar aos casais irem para trás, de volta aos seus lugares de origem.

Meio milhão de reais para poucos dias, vale a pena?

A pressa em deixar tudo organizado ocasionou em um acidente. Um dos portais de entrada caiu sobre um carro na esquina do Calçadão, com um alto fluxo de pessoas passando pelo local.

E o polêmico credenciamento? Quadrilhas e Bois tiveram que ir para redes sociais denunciar a falta de organização da prefeitura. Só assim conseguiram se apresentar e mostrar sua arte para o público.

Ainda teve músicos da cidade que se revoltaram com a valorização de milhões de Jairo Baptista e seu governo. Colocando nos cards de divulgação apenas o nome “artista local”, dando pouco tempo de show, cachê baixo, som ruim e iluminação sem qualidade.

E o resultado disso tudo?

Um evento que só mostrou que o grupo de Jairo não é unido. Um tentando derrubar o outro para brilhar no São João.

Enquanto eles pensam que a população não percebe, Jairo recebe vaias por priorizar o São João ao invés de ter cuidado do básico, como a infraestrutura, educação, estrada,  e artistas locais.

Anarriê, Jairo!

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade