publicidade

Carlinhos Maia se pronuncia após suposto calote do Girabank

Carlinhos Maia usou as redes sociais na véspera do Natal, no último domingo (24), para se pronunciar após clientes do banco digital Girabank — do qual o influencer era sócio-fundador — relatarem que tiveram aplicações retidas e não conseguiam fazer transações.

Os relatos foram muitos, e a maior queixa entre os correntistas era de que não conseguiam entrar em contato com a empresa, nem por meio dos canais de comunicação no site do banco. Em vídeo, Carlinhos afirmou que não faz mais parte do negócio desde o ano passado.

“Gente, eu não estou mais no Girabank não porque eu não acredite no banco. Pelo contrário, é porque eu não aguento. Eu me arrependi [de se envolver na empresa]”, disse o influencer. Ele ainda citou seu outro negócio, o The B-Burgers, e explicou o motivo de algumas lojas terem fechado.

Sobre o banco digital, Carlinhos emendou: “Esses projetos que eu entrei foram sonhos de outras pessoas e que eu sei que ralam muito e decidi entrar. Mas não existe dinheiro que vem pra nossa conta, a gente não tira dinheiro de ninguém”. A frase se deu após o humorista ser acusado de roubar dos correntistas.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Mais notícias

publicidade